Português (pt-PT)Português (pt-BR)
Logo

Atenção: golpistas no Facebook

Devido ao crescente número de esquemas em páginas e grupos de Facebook à venda, o vendaWEBSITES deixa dois conselhos para você antes de comprar uma página ou grupo dessa rede social.

1.
Usando contas fake (falsas ou fictícias) de Facebook, o golpista tenta vender uma página ou grupo de Facebook da qual não é proprietário.
Convém visitar o perfil desse golpista para verificar os posts, as imagens, o número de amigos se disponível. Normalmente, essas contas fake só tem foto de perfil e capa, não tendo qualquer interação de outros usuários.
Esse golpista normalmente vende por qualquer preço, não negociando e valorizando sua página. Qualquer preço de venda é satisfatório para ele porque é dinheiro fácil que entra, uma vez que não sendo proprietário, não teve investimento pessoal ou financeiro na página ou grupo.
Conselho: sempre que queira comprar uma página, envie uma mensagem privada à página perguntando se realmente a página está a venda. No caso dos grupos, entre no grupo, descubra o administrador do grupo e pergunte o mesmo.



2.
Outro golpe mais sofisticados em redes sociais, é o golpista vender uma página que as curtidas são falsas. No caso dos grupos, o mesmo se passa com os membros.
Essas curtidas e esses membros são originários de fazendas de cliques (pessoas oriundas de países subdesenvolvidos que são contratadas para clicar) ou provenientes de programas automatizados.
Conselho: peça que o proprietário da página o coloque como administrador ou editor e veja o proveniência geográfica das curtidas. Se for uma página do Brasil, é estranho que a maioria de curtidas venha da Índia por exemplo. Faço o mesmo com os membros do grupo, dê uma vista de olhos nos membros.

Visite nossas últimas oportunidades de negócios online e bons negócios!

Como escrever uma boa descrição para um anúncio de venda

 4 dicas de como escrever uma boa descrição para um anúncio de venda:

 

1. Descreva de forma clara o que está a vender. Por exemplo se for uma loja virtual de material fotográfico, informe que é uma loja virtual de venda de material fotográfico que trabalha com fornecedores em dropshipping e distribui para todo o Brasil. Se o seu modelo de negócio se basear em algo de inovador e que se diferencie da concorrência, mencione logo essa característica do negócio. Se seu negócio estiver em linha com uma tendência futura, identifique-a e tente demonstrar como seu site ou blog vai de encontro com essa tendência.

2. Porque está a vender. Identifique de forma honesta porque está a vender seu site ou blog. A maior parte dos vendedores afirma que não tem tempo para se dedicar ao projeto, para postar mais artigos, etc. Outros afirmam que arranjaram um emprego offline. Mas lembre-se, seja honesto.

3. Aspetos técnicos. Tráfego? Origem do tráfego? Receitas? Origem das receitas? Custos? Custos de hospedagem? Custos com marketing? Que plataforma foi desenvolvido? Quanto horas semanais é necessário para atualizar ou manter o negócio em funcionamento? Que redes sociais estão incluídas? Quantos usuários registados? Quantos assinantes tem a lista de e-mail?
Nestes aspetos, seja o mais transparente, preciso e verdadeiro possível. Seja honesto porque o comprador vai validar todos esses números antes de comprar e é nestes números que vai basear a avaliação do site ou blog. Não use adjetivos para apresentar seus números, quantifique-os de forma precisa e clara.

4. Mantendo-se à disposição.Finalmente mantenha-se à disposição para eventuais questões, dúvidas, pedido de mais informação dos seus potenciais compradores. Responda a todos esses pedidos.

Conclusão:
Siga essas 4 recomendações para descrever o site, blog ou loja virtual que está vendendo e terá mais tendência para ter licitações ou ofertas no seu anúncio. Lembre-se de se colocar sempre na pele do comprador: se eu estivesse comprando, o que desejaria saber e o que me levava a comprar.

Visite nossas últimas oportunidades de negócios online e bons negócios!

Negócios digitais, qual devo escolher


Qual o melhor tipo de modelo de negócio digital que devo escolher de acordo com o meu nível de experiência, formação e tempo disponíveis? Que tipo de características deve o comprador ter para cada modelo de negócio online?

Loja virtual

Apesar da crise, o comêrcio eletrônico tem vindo a aumentar, sendo um dos modelos de negócios digitais mais comuns. O drop-shipping (as encomendas vão diretas para o fornecedor, não havendo necessidade da loja virtual ter estoque), a adaptação para mobile quer em termos de layout responsivos quer em termos de pagamento e o marketing nas redes sociais foram as grandes tendências de 2015 e pensamos que irão se manter em 2016.

Apesar de existirem cada vez mais plataformas de comércio eletrônico simples de instalar, a loja virtual ainda necessita de que você tenha um nível técnico elevado para configurar, manter e atualizá-la e é uma solução bastante mais cara que como por exemplo um blog. Também lhe irá consumir algum tempo a administrar e a fazer o planejamento e execução do marketing. Em termos de logística, que constituí um dos aspetos chave no sucesso do negócio, as soluções de dropshipping fizeram com que o processo ficasse muito mais fácil e menos custoso. O empreendedor digital também terá que ter uma capacidade e espírito negocial elevados, uma vez que terá que negociar com seus fornecedores.

Publicidade

Um dos modelos de negócios digitais mais populares, é a publicidade online. O exemplo mais comum é um blog que disponibiliza artigos sobre determinado nicho e ao mesmo tempo mostra anúncios por exemplo do programa Google Adsense. A publicidade por click (PPC) é um modelo muito simples, fácil de monetizar e muito barato de empreender e administrar. Para além de criatividade, um blogueiro deverá ter domínio da língua portuguesa e do respetivo assunto ou contratar alguém que o faça uma vez que o conteúdo é sua matéria prima. Deverá ter conhecimentos de SEO e de marketing digital em geral, porque neste modelo de negócio o tráfego é essencial para obter uma boa renda proveniente de cliques nos anúncios presentes em seu blog. Apesar do blog requerer pouca manutenção da parte do blogueiro, este deve sempre disponibilizar conteúdos novos, o que irá consumir algum de seu tempo.

Afiliados

O modelo de afiliados se baseia no custo por aquisição (CPA). Existem muitos programas de afiliados, onde o afiliado recebe uma comissão pela venda realizada. Normalmente, a comissão é muito mais alta que um simples cliques em um anúncio. Neste modelo, o empreendedor digital terá de fazer uma boa escolha dos produtos que quer referenciar e por isso está muito dependente de terceiros, uma vez que o produto não é seu. Tal como um blogueiro, um afiliado necessita de ter um nível de autoridade, que permita influenciar uma audiência. Para isso, também necessita de dominar assuntos relacionados com seu nicho e escrever conteúdo que atraia e influencie sua audiência para converter. Conhecimentos de marketing digital são sempre bem vindos neste modelo de negócio.

Modelo de subscrição

O modelo de subscrição ocorre quando o usuário paga uma mensalidade ou anuidade por um determinado serviço. Os primeiros modelos de subscrição foram criados por jornais e revistas. Nestes modelos, existe a vantagem do produto ser pago em antecipado, diminuindo a incerteza no planejamento do negócio. Normalmente, este modelo de negócio digital oferece uma renda elevada, mas para desenvolver este tipo de negócio é necessário muito trabalho e reputação, caraterísticas que só empresas ou pessoas já estabelecidas têm.

CONCLUSÃO

A publicidade PPC como Google AdSense é um modelo de negócio digital que oferece menos barreiras à entrada. Se você não tiver um nível de experiencia muito elevado, é uma bom investimento. Os programas de afiliados, que estão muito na moda, também apresentam um investimento de baixo risco que um empreendedor com um nível inicial ou intermédio pode fazer. A loja virtual requer alguns conhecimentos técnicos e negociais, consumindo bastante seu tempo. O modelo de subscrição exige que você ou sua marca tenham um alto nível de notoriedade. Se bem que você deve escolher seu negócio de acordo com suas caraterísticas e circunstância, também escolha de acordo com sua paixão e sonho. Se você trabalhar com gosto e perseguir seu sonho, você ultrapassará barreiras mais facilmente.

Bons negócios digitais!

Questões básicas antes de comprar um site


O investimento em sites estabelecidos, quando bem feito, consegue ter um retorno muito superior ao de muitas aplicações financeiras.



A não ser que você seja político e tenha acesso a informação privilegiada e essa é a chave de um bom negócio: informação, que vamos explorar essa ideia mais adiante. Para além disto, o ponto de retorno pode ser atingido muito mais rápido.

Antes de comprar um site, existem várias precauções a tomar não só de avaliar se o negócio é legitimo (existem muitos esquemas fraudulentos nesta área), como de colocar questões ao vendedor para uma análise minuciosa de todos os aspetos do site em questão.







O vendaWEBSITES apresenta 2 questões básicas antes de comprar:
  1. Peça acesso ao Analytics, repetimos: peça acesso ao Analytics.

O Google Analytics dispensa apresentações, pelo que é o standard de análise de tráfego. É possível o vendedor dar-lhe acesso ao Analytics em modo de leitura, sendo um processo inteiramente seguro para o vendedor. Se o vendedor não lhe quer dar acesso ao Analytics, aconselhamos a simplesmente esquecer o negócio em questão. Sem dados ou mesmo com “printscreens” do Analytics, o comprador não tem informação que permite fazer uma boa análise do negócio. Sem uma boa análise do negócio, duvidamos que haja um bom negócio. Existem outras aplicações de análise de tráfego, mas de acordo com o vendaWEBSITES, o Google Analytics é o mais referido entre a comunidade que compra e venda sites.
No Google Analytics para além de uma boa análise do tráfego mensal, zonas geográficas, taxas de rejeição, tenha atenção à aquisição do tráfego. A aquisição do tráfego irá condicionar o tempo e a maneira que você vai levar para administrar o site. Muitos investidores preferem que a maioria do tráfego seja orgânico (de origem de motores de busca, resultados não pagos). Isto para além de levar menos tempo para administrar que por exemplo uma origem de tráfego de uma rede social, é menos custoso em termos financeiros. No que toca a origem de tráfego referral, tenha atenção que ultimamente o Google Analytics tem sido atacado por spam referral e convém verificar que sites estão no canal referral. Existem muitos outros indicadores do Google Analytics que não vamos mencionar e cada investidor tem o seu perfil, indo fazer a sua análise de acordo com esse perfil.

2. Renda

Como o site está monetizado? Que custos apresenta? Essas perguntas condicionam o valor de mercado do site em questão (neste artigo tem alguns conselhos de como avaliar um site). Verifique os valores e as origens da renda mensal. Se uma das origens ou mesmo a origem for de Google Adsense, peça acesso à conta em questão. Verifique a evolução da renda em termos cronológicos, porque alguns vendedores vendem os sites que já não atualizam há muito tempo e só lhe monstram os valores de renda do melhor mês. Se se tratar de uma loja online, as questões da renda são mais complexas pelo que não vamos aqui abordar.

Algumas dicas para obter mais informação sobre o site que tenciona comprar:

  1. Desempenho do site em motores de busca. No caso do Google, verifique qual o PageRank. Comprove se o site ou blog estão indexados no Google, no Bing, no Yahoo e outros motores de busca. Existe uma ferramenta online que poderá o ajudar muito nesta avaliação: o Woorank.

  2. Desempenho do site nas redes sociais. Tem página de Facebook, Twitter? Estas estão incluídas no negócio? Verifique o número de curtidas, followers, mas também a interação das publicações. Verifique a zona geográfica dos fãs ou followers e verifique se não são curtidas ou followers comprados de contas falsas.

  3. Questione se os conteúdos são originais e o custo e fonte desses conteúdos. Pesquise excertos dos textos num motor de busca a ver se lhe aparecem textos iguais.

  4. Questione o vendedor acerca do funcionamento do site: Que script é usado? É Joomla, Wordpress, etc ou foi programado à medida? Que template é usada? Foi comprada, alugada?


    Bons negócios!

Onde vender/comprar seu domínio em mercados internacionais

Existem imensos mercados lá fora, apresentamos os mais estabelecidos quer de acordo com a sua reputação no mercado quer de acordo com a qualidade e quantidade de suas bases de usuários e número de domínios à venda.

1. SEDO
A SEDO é uma empresa multinacional de origem alemã que proporciona o maior mercado de domínios premium. Para além deste mercado, também oferece seu conhecido serviço de domain parking (Domínios estacionados) ou mesmo serviço de corretagem. Foi no mercado da SEDO que se bateu o record do Guiness do montante mais elevado pago por um domínio usado (Sex.com pelo valor de 13 000 000 USD, cerca de 45 806 150,00 de Reais à taxa de câmbio atual). Pode achar infomarção sobre taxas e preços quer para o comprador quer para o vendedor em https://sedo.com/br/servicos/lista-de-precos-de-servicos/.

URL: http://www.sedo.com

2. Leilões GODADDY
A Godaddy é uma conhecida empresa de registo de domínios e alojamento de sites, senão o maior registrar de domínios, que também oferece um mercado de compra e venda de domínios usados. Também como o mercado da SEDO, é pago (pode consultar preços em https://br.auctions.godaddy.com/trppricing.aspx?ci=91827).

URL: https://br.auctions.godaddy.com/

3. AFTERNIC

Afternic é o auto intitulado mercado secundário número 1 de domínios. A sua plataforma estende-se através de parceiros de todo o mundo, tendo uma base de compradores global.
Fundado em 1999, foi o primeiro mercado de domínios usados, tendo sido comprada e vendida diversas vezes. Em 2006, foi adquirida pela NameMedia Inc., que detem também o http://www.buydomains.com/, que é o seu proprietário atual.

URL: https://www.afternic.com/

4. FLIPPA

O Flippa ultimamente tem apostado na área de domínios usados, tendo no momento em que escrevemos este artigo mais de 1 milhão e meio de domínios à venda. No nosso artigo anterior, já mencionámos esta plataforma internacional, mas para sites. Para listar um domínio, custa 9 Dólares a modalidade de leilão e a modalidade de classificados é gratuita (esta modalidade não traz grande visibilidade ao seu anúncio).

URL: https://flippa.com/

Em conclusão, podemos mencionar que para o vendaWEBSITES estes mercados são os maiores e mais reputados mercados internacionais para comprar e vender domínios usados. Existem mercados nomeadamente em forma de fóruns e classificados, mas que não têm uma base de usuários relevante, ainda que sejam gratuitos. Para domínios em língua portuguesa, usem o http://www.vendawebsites.com.

Vender página de redes sociais

{jcomments off}Coloque sua página de redes sociais à venda e chegue a milhares de compradores! Gratuitamente…

O vendaWEBSITES é um mercado de compra e venda de sites, domínios e páginas de Facebook, juntando compradores e vendedores de uma maneira segura, eficaz e rentável para ambas as partes. Venda seu site numa plataforma segura e gratuita.

No vendaWEBSITES pode optar por três tipos de venda: o leilão, a venda privada ou o BuyItNow (Comprar já):
No leilão, o comprador tem de licitar acima da licitação actual, que à medida que os compradores licitam, cresce. O leilão permite que o sua página de redes sociais seja vendida1w de uma forma mais rápida que a da venda privada. A duração dos leilões no vendaWEBSITES é de 1 a 90 dias.
Na venda privada, o vendedor opta por realizar a venda sem recurso a leilão, em que as diferentes ofertas dos compradores não são públicas, sendo que só o vendedor as poderá visualizar. No vendaWEBSITES o vendedor pode optar por estipular um preço mínimo, em que o comprador apenas poderá submeter ofertas iguais ou superiores a esse valor ou preço sob consulta. A duração das vendas privadas é de 3 a 240 dias.
Finalmente, o BuyItNow (Comprar já) em que o vendedor estabelece um preço fixo e o seu site é comprado na hora sem recurso a leilão. A duração máxima do BuyItNow é de 240 dias.

O vendaWEBSITES é gratuito quer para o vendedor quer para o comprador. Não cobra nada pelo inserção do anúncio, nem por uma licitação ou oferta que o comprador efectue e não cobra nenhuma taxa pela venda propriamente dita. Mesmo assim, o vendedor pode optar pelos nossos destaques pagos para dar uma maior visibilidade aos seus anúncios.

 

Para colocar seu site à venda, tem de estar autenticado:

Vender domínio

Coloque seu domínio à venda e chegue a milhares de compradores! Gratuitamente…

O vendaWEBSITES é um mercado de compra e venda de sites, domínios e páginas de Facebook, juntando compradores e vendedores de uma maneira segura, eficaz e rentável para ambas as partes. Venda seu domínio numa plataforma segura e gratuita.

No vendaWEBSITES pode optar por três tipos de venda: o leilão, a venda privada ou o BuyItNow (Comprar já):
No leilão, o comprador tem de licitar acima da licitação actual, que à medida que os compradores licitam, cresce. O leilão permite que o seu domínio seja vendido de uma forma mais rápida que a da venda privada. A duração dos leilões no vendaWEBSITES é de 1 a 90 dias.
Na venda privada, o vendedor opta por realizar a venda sem recurso a leilão, em que as diferentes ofertas dos compradores não são públicas, sendo que só o vendedor as poderá visualizar. No vendaWEBSITES o vendedor pode optar por estipular um preço mínimo, em que o comprador apenas poderá submeter ofertas iguais ou superiores a esse valor ou preço sob consulta. A duração das vendas privadas é de 3 a 240 dias.
Finalmente, o BuyItNow (Comprar já) em que o vendedor estabelece um preço fixo e o seu site é comprado na hora sem recurso a leilão. A duração máxima do BuyItNow é de 240 dias.

O vendaWEBSITES é gratuito quer para o vendedor quer para o comprador. Não cobra nada pelo inserção do anúncio, nem por uma licitação ou oferta que o comprador efectue e não cobra nenhuma taxa pela venda propriamente dita. Mesmo assim, o vendedor pode optar pelos nossos destaques pagos para dar uma maior visibilidade aos seus anúncios.

Para colocar seu domínio à venda, tem de estar autenticado (se ainda não tem conta se cadastre gratuitamente):

Vender site starter

{jcomments off}Coloque seu site starter à venda e chegue a milhares de compradores! Gratuitamente…

Venda seu site ou domínio agoraO vendaWEBSITES é um mercado de compra e venda de sites, domínios e páginas de Facebook, juntando compradores e vendedores de uma maneira segura, eficaz e rentável para ambas as partes. Venda seu site numa plataforma segura e gratuita.

No vendaWEBSITES pode optar por três tipos de venda: o leilão, a venda privada ou o BuyItNow (Comprar já):
No leilão, o comprador tem de licitar acima da licitação actual, que à medida que os compradores licitam, cresce. O leilão permite que o seu site seja vendido de uma forma mais rápida que a da venda privada. A duração dos leilões no vendaWEBSITES é de 1 a 90 dias.
Na venda privada, o vendedor opta por realizar a venda sem recurso a leilão, em que as diferentes ofertas dos compradores não são públicas, sendo que só o vendedor as poderá visualizar. No vendaWEBSITES o vendedor pode optar por estipular um preço mínimo, em que o comprador apenas poderá submeter ofertas iguais ou superiores a esse valor ou preço sob consulta. A duração das vendas privadas é de 3 a 240 dias.
Finalmente, o BuyItNow (Comprar já) em que o vendedor estabelece um preço fixo e o seu site é comprado na hora sem recurso a leilão. A duração máxima do BuyItNow é de 240 dias.

O vendaWEBSITES é gratuito quer para o vendedor quer para o comprador. Não cobra nada pelo inserção do anúncio, nem por uma licitação ou oferta que o comprador efectue e não cobra nenhuma taxa pela venda propriamente dita. Mesmo assim, o vendedor pode optar pelos nossos destaques pagos para dar uma maior visibilidade aos seus anúncios.

 

Para colocar seu site starter à venda, tem de estar autenticado:

Onde vender/comprar seu site/blog nos mercados internacionais

Neste artigo, fazemos uma seleção de sites internacionais onde você pode vender ou comprar seu site ou blog. A prática de comprar e vender sites e blog funcionando está bem difundida lá fora, existindo um mercado com uma dimensão enorme em relação ao mercado brasileiro ou ao português. Lembre-se que este artigo é só para venda de sites, não domínios.

1. Flippa


Este é o autoproclamado mercado número 1 de compra e venda de websites estabelecidos ou starter (ver diferenças) Segundo dados do mesmo, tem uma base de usuários de 600 000 compradores e vendedores. Têm três tipos de venda distintos: classificados, onde não cobram nenhuma taxa de listagem, o leilão onde cobram 19 Dólares para sites estabelecidos e $9 dólares para sites starter e o serviço de corretora se o seu site apresentar mais de $4,530 (1500 Usd) de redimentos mensais. Independentemente do tipo de venda, cobram sempre uma taxa 10% sobre a venda se esta for concretizada. Flippa é o standard na compra e venda de sites, tendo vendido mais de 130 milhões de dólares em sites, domínios e apps. Foi aqui que o conhecido site facemash.com, de Mark Zuckerberg, foi vendido em 2010. A maior venda do Flippa foi em 2012 quando uma loja online de medicamentos foi vendida por $1,200,000 USD usando a opção de Buy It Now (Comprar já).

URL: https://flippa.com



2. WebsiteBroker.com


Websitebroker.com é um das mais antigos mercados de compra e venda de sites. Foi fundado de 1997 na Califórnia, quando vender e comprar sites estabelecidos ou starter era uma novidade radical. Cobra taxas pela listagem do site (9.95 USD e $29.95 por uma listagem premium) mas não cobra nenhuma comissão do valor transacionado se a venda tiver sucesso.

URL: http://websitebroker.com



3. Empire Flippers


Empire Flippers começou em 2011 como um blog, que depois se tornou um mercado de compra e venda de sites estabelecidos. Segundo informação do mesmo, têm uma taxa de sucesso de 95%, ou seja, 95% dos sites listados no empireflippers.com são vendidos. É um mercado online que se assemelha mais a um serviço de corretagem, uma vez que a equipa do Empire Flippers trata de todo o processo de venda e as URLs são escondidas. O preço de listagem é $297 USD pela primeira listagem e $97 USD pelas seguintes. Levam uma comissão de 15% se a venda tiver sucesso.

 URL: https://empireflippers.com



4. eBay


Um site que dispensa apresentações é o eBay. Tudo se pode vender no eBay incluíndo sites. Você pode calcular a as taxas de listagem e comissões em http://www.fees.ebay.com/feeweb/feecalculator.

URL: http://www.ebay.com/sch/Internet-Businesses-Websites-/46689/i.html



5. Digital Point



Um mercado gratuito é o do Digital Point, uma das maiores comunidades de webmasters no mundo. Não cobra nada pela listagem do anúncio nem cobra nenhuma comissão pela venda. Tem a opção de destacar seu anúncio de venda, mas é opcional.



Bons negócios internacionais! Para vender/comprar sites/blogs em língua portuguesa, use o www.vendawebsites.com!





Onde vender seu site



Um dos aspetos fundamentais da venda de sites, é saber onde vender seu site. É uma escolha fundamental que condiciona todo o processo e resultado do negócio. Neste artigo, apresentamos 3 tipos de lugares onde pode vender seu site:

  1. Fóruns ou outros sites não especializados
  2. Portais especializados
  3. Intermediários ou corretoras

Fóruns ou outros sites não especializados:

  • não existe custo de listagem de seu anúncio
  • não lhe é cobrada nenhuma comissão
  • está mais exposto a esquemas de fraude
  • todo o trabalho e custo da venda a cargo do vendedor
  • você é que decide como e por quanto quer vender
  • aprovação imediata dos anúncios

Portais especializados:

  • acesso a compradores especializados e com mais poder de compra
  • o anúncio de venda é exposto a uma audiência maior e específica
  • ambiente mais seguro para troca de informações e para negociação
  • alguns sites cobram taxas pelas listagens (o que não é o caso do vendaWEBSITES.com)
  • você é que decide como e por quanto quer vender
  • aprovação imediata dos anúncios



Intermediários de negócio ou correctoras:

  • custos de comissão, normalmente 10%
  • exclusividade da venda. Mesmo que seja o comprador a vender, a comissão irá ser cobrada
  • consultoria profissional sobre o negócio associada
  • venda mais rápida, dependendo do valor acordado


Em conclusão, os intermediários permitem que o trabalho da venda seja feito mas não são indicados para pequenos negócios ou sites starter (ver diferença sites starter vs sites estabelecidos). Os fóruns não apresentam custos para o vendedor, mas falham em criar um ambiente seguro para a realização da venda. Os portais especializados tem a vantagem de expor o seu anúncio a um conjunto de compradores especializados, mas não garantem a consultoria profissional de um intermediário.

Bons negócios!

Sites estabelecidos e sites starter

Podemos englobar os websites em várias categorias como blog, loja online, forum, etc, mas na hora de vender ou comprar existe uma classificação anterior às categorias que o comprador e o vendedor deve ter em conta: a diferença entre site estabelecido e site starter.

Um site estabelecido é um tipo de site que tem mais idade e normalmente tem renda e uma audiência conquistada. A antiguidade de um site é um elemento que é fornecido pelo vendedor e não tem maneira de comprovar a exatidão dessa idade a não ser se você ou alguém já conhecia o site em questão. Porém, você pode verificar a antiguidade do domínio associado a esse site (se for o caso de esse domínio terminar em .br, pesquise-o em https://registro.br/cgi-bin/whois/ e veja a sua data de criação. Se for o caso desse domínio for de Portugal, ou seja, terminar em .pt, verifique em http://www.dns.pt/ da mesma forma. Por último se for um domínio de topo genérico, pesquise-o em http://whois.icann.org/). Definir um intervalo de tempo para distinguir um site de estabelecido a starter, é relativo. Se a maioria de sites internacionais define que um site com 3 meses já é um site estabelecido, a equipa do vendaWEBSITES aconselha prudência nessa avaliação porque a nosso ver é pouco tempo. Use o seu bom senso e seu instinto para avaliar a antiguidade de um site. Por outro lado, um site estabelecido normalmente tem tráfego e renda. Se for vendedor, coloque valores o mais exatos e detalhados possíveis, porque os compradores vão solicitar provas desse tráfego e dessa renda. Se for comprador, solicite acesso à conta de Google Analytics e se for o caso à conta de Google Adsense ou outro programa de anúncios. Não confie em screenshots ou printscreens desses valores, confirme-os na origem.


Um outro tipo de sites são os sites starter, que são sites chave na mão, ou seja, são site prontos para usar e online, mas que não têm tráfego ou renda. São designers e/ou programadores que estão vendendo um produto já formatado ou pronto para usar pelo comprador. Um exemplo desses sites starter é por exemplo uma loja online instalada numa conta de alojamento, já com domínio, com produtos inseridos, mas que não tem vendas nem visitantes. Outro exemplo, um blog sobre determinado tema com artigos já inseridos e com uma template já instalada mas sem receitas de publicidade ou com uma audiência constituída.


Muitos usuários têm tendência para comparar preços de websites e achar que são diferenças enormes, que um site está com um preço astronómico e outro está com um preço muito barato. É verdade que as avaliações de sites dão origem a muitas polémicas e há vendedores que atiram preços para o ar, à espera que alguém vá cair nessa. Por outro lado, a diferença entre site estabelecido tornam alguns sites muito mais caros e outros muito mais baratos.


Bons negócios!


Esquema da avaliação do domínio

Se trata de um esquema fraudulento velho com vista a extorquir dinheiro a que vende domínios usados ou premium. Você coloca o domínio à venda numa plataforma de compra e venda de domínios e logo recebe um e-mail de uma pessoa interessada em seu domínio. Este representa um cliente que tem um montante enorme (normalmente milhões de dólares) para gastar em domínios. A negociação dos valores corre lindamente para você que colocou o seu domínio à venda. Esse corretor de domínios ainda lhe pergunta se você tem mais domínios para venda, você estipula os preços desses domínios e o corretor diz que está interessado sem regatear o preço. Tudo perfeito para você.

Aí que chega o momento da tentativa de fraude: o cliente do corretor quer uma avaliação de uma entidade para certificar-se de que você é dono do domínio, para saber se o domínio não está sobre-avaliado, entre outras exigências. Diz que você não pode fazer essa certificação nas entidades habituais tais como Sedo ou Godaddy e encaminha subtilmente para você uma entidade que cobra um montante para você certificar seu domínio ou seus domínios da qual o corretor tem ligação. O corretor ganha o dinheiro da avaliação ou avaliações e o negócio nunca chega a ser concluído.

Normalmente esse corretor de domínio é uma pessoa com algum nível de instrução que redige bem e-mails mas que não passa de um burlão.

Atenção!

Como calcular valor de meu site, blog ou domínio

As avaliações de sites e domínios são um dos obstáculos que tem surgido para o desenvolvimento do negócio de compra e venda de sites e domínios no Brasil, em Portugal e nos restantes países lusófonos. Falta um denominador comum no que toca às avaliações dos sites e domínios, ou seja, ou os valores que o vendedor solicita são demasiadamente altos ou em outro extremo, demasiadamente baixos.

Existem alguns critérios para a avaliação de sites e domínios que já são um dado adquirido neste mercado, mas se perguntar-mos a 5 compradores ou vendedores para fixar um preço para determinada propriedade online, iremos obter 5 respostas completamente diferentes. Porém, a comunidade já aceitou alguns critérios:

- renda: este constituí o critério mais transparente e determinante na hora de avaliar um site. Como por exemplo um domínio, um site “starter” não têm renda mensal ou simplesmente um site não ter sido monetizado, existem outros critérios a ter em conta. Não podemos falar em renda, sem falar de custos inerentes ao site, sejam eles de alojamento, promoção e desenvolvimento.

- a audiência de determinado site como números de visitas, utilizadores, taxa de rejeição, a origem do tráfego, etc. O Google Analytics é o standard no que toca a estas métricas e o comprador deve sempre solicitar acesso à conta de Analytics nem que seja em modo de leitura (read-only) antes de fechar um negócio. O site pode ser mesmo ser valorizado pelo número de utilizadores registados ou a base de dados de e-mails.

- performance do site ou domínio nos motores de busca. O número de pesquisas para determinada palavra-chave, o PageRank da Google e o número de backlinks de um site.

- performance nas redes socais: não só números de curtidas, mas e sobretudo, a métrica ““estão falando sobre isso” e o nível de engagement dos posts (likes, shares e comments).

Outros critérios como o Alexa Ranking, o tempo que o site esteve online ou que o domínio foi registado, o fato de os conteúdos serem originais, a plataforma ou a linguagem de programação associada ao site, o design do site são excelentes indicadores, mas a comunidade não lhes aporta tanta importância como os descritos em primeiro. Os empreendedores também olham para o potencial de determinado site ou domínio, mas já depende da visão e intuição de cada um destes.

Os empreendedores também podem recorrer a ferramentas existentes na web para calcular o valor de seus sites. Uma simples pesquisa no Google para “site worth” lhe mostrará muitos websites que fornecem esse serviço. A disparidade de valores é enorme entre eles, mas vale a pena testar na hora de vender ou comprar um site.

Se o site tiver renda, existe uma forma de cálculo transparente que parece ser o standard nas avaliações:


média de lucro do site (renda menos custos) durante 1 ano
x
1 a 1.5 para sites recentes ou 1.5 a 2.5 para sites estabelecidos
=
valor de meu site

Se o site não tiver renda, os outros critérios são os que determinam, mas não existe uma forma de cálculo standard. Faça comparações com o valor de outro sites ou domínios similares que que foram vendidos ou na falta os primeiros, que estão para venda. O valor ideal para o site tal como outra propriedade, rege-se pelas leis da oferta e procura e o vendedor não pode calcular o valor de seu site segundo o critério de quanto gastou nele ou mesmo de baseado no tempo em que o esteve desenvolvendo ou promovendo.

Bons negócios!

Vender website

Coloque seu site à venda e chegue a milhares de compradores! Gratuitamente…

Venda seu site ou domínio agoraO vendaWEBSITES é um mercado de compra e venda de sites, domínios e páginas de Facebook, juntando compradores e vendedores de uma maneira segura, eficaz e rentável para ambas as partes. Venda seu site numa plataforma segura e gratuita.

No vendaWEBSITES pode optar por três tipos de venda: o leilão, a venda privada ou o BuyItNow (Comprar já):
No leilão, o comprador tem de licitar acima da licitação actual, que à medida que os compradores licitam, cresce. O leilão permite que o seu site seja vendido de uma forma mais rápida que a da venda privada. A duração dos leilões no vendaWEBSITES é de 1 a 90 dias.
Na venda privada, o vendedor opta por realizar a venda sem recurso a leilão, em que as diferentes ofertas dos compradores não são públicas, sendo que só o vendedor as poderá visualizar. No vendaWEBSITES o vendedor pode optar por estipular um preço mínimo, em que o comprador apenas poderá submeter ofertas iguais ou superiores a esse valor ou preço sob consulta. A duração das vendas privadas é de 3 a 240 dias.
Finalmente, o BuyItNow (Comprar já) em que o vendedor estabelece um preço fixo e o seu site é comprado na hora sem recurso a leilão. A duração máxima do BuyItNow é de 240 dias.

O vendaWEBSITES é gratuito quer para o vendedor quer para o comprador. Não cobra nada pelo inserção do anúncio, nem por uma licitação ou oferta que o comprador efectue e não cobra nenhuma taxa pela venda propriamente dita. Mesmo assim, o vendedor pode optar pelos nossos destaques pagos para dar uma maior visibilidade aos seus anúncios.

Para colocar seu site à venda, tem de estar autenticado:

Entrevista ao utilizador Filipe Santos

"O conselho que posso dar, e aqui falo por experiência própria, é colocar à venda ou comprar projectos com qualidade e com conteúdos atractivos que possa atingir as massas, pois só desta forma irá cativar e chamar o interesse de investidores." 



Nome: Filipe Santos 
Idade: 34 
Profissão: Técnico de segurança de controlo de acessos 
Empresa: Ainda não tenho constituída empresa, mas é algo que farei nos próximos meses, pois tenho um projecto que está a ser desenvolvido e que na qual pretendo trabalhar nele a tempo inteiro. 
Websites: Tenho neste momento 5 websites e uma loja online, e é com estes projectos que trabalho diariamente em part-time. 
Hobbies: ginásio, ler, viajar.

vendaWEBSITES: O que o levou a vender e a comprar websites e/ou domínios?

Filipe Santos: Eu gosto de me ver como um empreendedor e quando vejo um nicho que possa ser desenvolvido para benefício das pessoas e que me traga rentabilidade financeira, eu invisto e dedico-me a 100% a trabalhar nesse nicho. Obviamente, por razões diversas, alguns projectos não correm como o esperado e como desejaria e, quando assim é, vendo o projecto ou o domínio porque acredito que poderá alguém seguir o trabalho que íniciei. 

Ler mais